A DEAF IS NOT MUTE - UN SORDO NON É MUTO
310 raised
21% of €1.5k goal
9 contributors
51 Weeks running

ENGLISH

I’m an Italian girl and I’m now working in Brasil as Civil Service, in the town of Coronel Fabriciano. So far I’ve had the possibility to collaborate in the Centro Diurno para Surdos (Deaf  Daily Centre), a Project of Pope John XXIII Association, which welcomes people with hearing problems. The general aim of the Centre is “to encourage a work that help people and their families to organize and find their citizenship to enter the society as true citizens”. Among the specific targets, we include “guarantee the communication in LIBRAS (Brasilian Sign Language and second ufficial language of the country), “promote the physical, motor, emotional, cognitive and social development of a person with disability”, “guide deaf people and their families until they feel capable of assuming responsabilities and create, among them, associations for deaf people, as already exist in some cities”.

 The Project Centro Diurno para Surdos (Irmãos Vitor e Cida) was Born in August 2004 with the goal of creating a special space where deaf people could meet. This centre is very important for the deaf people that are attending it. Thanks to educational activities, as workshops and manual projects, they can develop their independence and learning while spending some good time in friendship. Beyond this space, deaf people can hardly find other opportunities of dialogue, because society and family often don’t have interest in learning LIBRAS so to develop a conversation with them. For this reason, I’m doing this fund raise, with the aim of guaranteeing some profissional profiles that can help deaf people to develop every capacities.

 The Centre has variously received some help and economical support from volunteers, profissional figures and good donators. Anyway, during the last few years the social support weakened, causing the absence of trained educational figures. In particular, the Centre is looking for LIBRAS teachers, the most used language of deaf people. It’s a language with a proper structure and grammar, made of a dance of hands, facial expressions and body movement.

Just a few of the people that are attending the Centre communicates in LIBRAS, the other part is still using mimic and gestures, so that they can’t create a good communication with both deaf and hearing people. A deaf person, differently from what is commolnly known, is not mute. His or her inability of vocal communication is due to hearing difficulties. Not being able to percebe the sounds, a deaf person does not develop speaking skills, like hearing people. Anyway, this doesn’t mean that vocal cords don’t exist. The sounds that are pronounced sound different, more guttural, because they can’t be rightly modified through hearing. Nevertheless, a good logopedistic support can develop excellent results; to permit this, a deaf person will be helped in correspoding the vibrations of their vocal cords perceibed on their throat to the sounds that they are reproducing with theuir mouth, firstly letter by letter and then word by word.

I’m asking for your help, even through a very small contribution, in favour of such an important social project! Be a good contributor of this cause. We will be grateful forever! Communication is at the base of society and it is fundamental for every person, even for deaf people!

We thank you anyway for you reading the story of this project and I wish we opened your heart towards the world of deaf people, wishing that what you have discoved in the last 5 minutes won’t keep just inside you but will open a thousand other hearts! Share this cause and give your help!

  https://www.healthyhearing.com/report/52285-The-importance-of-deaf-culture

 

ITALIANO

Sono una giovane italiana che sta svolgendo un anno di servizio civile in Brasile, presso la città di Coronel Fabriciano. Durante questo periodo, ho avuto la possibilità di collaborare nel Centro Diurno para Surdos della città, un progetto dell’Associazione Papa Giovanni XXIII che accoglie persone con deficienza uditiva. L’obbiettivo generale del centro è quello di“Incentivare un lavoro che permetta ai sordi e alle loro famiglie di organizzarsi e di trovare la loro cittadinanza per inserirsi nella società come veri cittadini”. Tra gli obbiettivi specifici, invece, si include “Garantire ai sordi la comunicazione in LIBRAS” (la Lingua dei Segni Brasiliana e seconda lingua ufficiale del paese), “favorire lo sviluppo fisico, motorio, emozionale, cognitivo e sociale della persona con disabilità”, “accompagnare i sordi e le loro famiglie fino a sentirsi capaci di assumersi responsabilità e formare, tra loro, associazioni di sordi, come già esistono in altre città”.

Il progetto Centro Diurno Para Surdos (Irmãos Vitor e Cida) è nato nell’agosto del 2004 con l’obbiettivo di poter creare uno spazio protetto in cui le persone sorde della città si potessero ritrovare. Questo centro risulta essere perciò uno spazio davvero importante per le persone che lo frequentano. Attraverso attività didattiche, progetti di laboratorio e artigianato, queste persone possono sviluppare la loro autonomia e apprendimento trascorrendo delle buone ore in compagnia e amicizia. Al di là di questo spazio, le persone accolte trovano difficilmente altre occasioni di dialogo, dato che la società esterna e la famiglia stessa non hanno spesso interesse di apprendere la LIBRAS e quindi instaurare una conversazione con loro. Per questo motivo, sto svolgendo questa raccolta di fondi, al fine di poter garantire la presenza di figure professionali adeguate che aiutino a sviluppare ogni capacità di queste persone.

Molti sono stati i contributi e gli aiuti ricevuti al Centro da parte di volontari, professionali e buoni donatori. Negli ultimi anni purtroppo il sostegno sociale si é indebolito, causando l’assenza di figure professionali e educatori formati nel campo. In modo specifico, il centro ha bisogno di professori in LIBRAS, che è la lingua principalmente usata dalle persone sorde.Si tratta di una lingua con una struttura e grammatica proprie, costituita da una emozionante danza di mani, espressioni facciali e movimento del corpo. Solo alcune delle persone accolte al centro comunicano bene in LIBRAS, la restante parte continua a usare mimica e gesti, non potendo così instaurare una buona comunicazione con le altre persone, soprattutto udenti. Una persona sorda, diversamente da quello che molte volte si crede, non è muta. La sua incapacità di comunicare vocalmente è dovuta alle sue difficoltà uditive. Non potendo percepire i suoni, un sordo non sviluppa il parlato, come le persone udenti. Tuttavia, questo non significa che le corde vocali siano inesistenti. I suoni pronunciati suonano differenti, piú gutturali, in quanto non possono essere adeguatamente modificati attraverso l’udito. Ciò nonostante, un buon sostegno di una logopedista può sviluppare risultati ottimi; per permettere ciò, la persona sorda verrà aiutata a far corrispondere le vibrazioni delle corde vocali percepite sulla gola a dei suoni pronunciati con la propria bocca, inizialmente lettera per lettera e successivamente parola per parola.

Vi chiedo perciò di aiutarci davvero, anche solo attraverso un piccolissimo contributo, a favore di questo progetto sociale così importante! Sii anche tu un buon contribuente per questa buona causa. Te ne saremo grati per sempre! La comunicazione sta alla base della società ed è fondamentale per ogni persona, anche per le persone sorde!

Ti ringrazio in ogni caso per aver letto la storia di questo progetto e mi auguro di aver aperto il tuo cuore verso il mondo dei sordi, con l’augurio che ciò che hai scoperto negli scorsi 5 minuti non resti solo dentro di te ma possa aprire mille altri cuori! Condividi questa causa e aiuta anche tu!

 https://diversitutti.wordpress.com/category/uno-studente-sordo-nella-mia-classe/page/2/

 

PORTUGUÊS

Sou uma menina italiana que estou realizando um trabalho civil no Brasil com duração de um ano na cidade de Coronel Fabriciano, no interior do estado de Minas Gerais. Nesse período, tive a oportunidade de colaborar no Centro Diurno para Surdos, um projeto da Associação Papa João XXIII que acolhe pessoas com deficiência auditiva. O objetivo geral do Centro é de “incentivar um trabalho que possibilite aos Surdos e seus familiares a organizarem e buscarem sua cidadania para inserção na sociedade como cidadãos”. Entre os objetivos específicos se encontram “Garantir aos Surdos, comunicação em LIBRAS” (a língua dos sinais brasileira e a segunda lingua oficial do país), “Favorecer o desenvolvimento físico, motor, emocional, cognitivo e social da pessoa com deficiência”, “Acompanhar surdos e famíliares até se sentirem capazes de assumirem responsabilidades e formar, dentre eles, associações de surdos, como já existem em outras cidades”.

O projeto Centro Diurno para Surdos (Irmãos Vitor e Cida) nasceu em agosto de 2004 com o objetivo de criar um espaço protegido onde as pessoas surdas da cidade podem se reunir. Este centro é porem um espaço muito importante para as pessoas que participam. Através de atividades didáticas, projetos de laboratório e artesanato, as pessoas surdas podem desenvolver suas autonomia e aprendizagem passando boas horas em amizade e companhia. Além desse espaço, as pessoas acolhidas encontram dificilmente ocasiões de dialogo, porque a sociedade externa e até mesmo a família não têm interesse de aprender LIBRAS e de criar uma boa conversação com eles. Por este motivo, eu estou fazendo uma arrecadação de verbas, ao fim de garantir a presença de profissionais adequados que possam ajudar os surdos a desenvolverem suas capacidades.

Várias foram as contribuições e a ajuda recebida no Centro por parte de voluntários, profissionais e bons doadores. Infelizmente, nos últimos anos, osuporte social ficou muito frágil, causando a falta de educadores formados. Em modo específico, o Centro precisa de professores em LIBRAS, que é a língua usada pelos surdos. Trata-se de uma língua com estrutura e gramatica próprias, formada duma emocionante dança de mãos, expressões faciais e movimento do corpo.

No centro dos Surdos, só algumas pessoas comunicam bem em LIBRAS; o restante continua a usar mímica e gestos e assim não podem construir uma boa comunicação com as outras pessoas, sobretudo os ouvintes. Os surdos do Centro precisam desenvolver o conhecimento dos sinais e também da língua portuguesa, como língua mais comum no país. Para favorecer isso, se a arrecadação de fundos fosse bem generosa, o Centro queria assumir uma fonoaudióloga também, que ajude eles a se comunicarem vocalmente. Uma pessoa surda, diferetemente do que muitas vezes se pensa, não é muda. A sua incapacidade de comunicar vocalmente é por causa das dificuldades auditivas. Não podendo perceber o sons, uma pessoa surda não desenvolve a fala como as pessoas ouvintes. Porém, isso não significa que as cordas vocais sejam inexistentes. Os sons pronunciados parecem diferentes, mais guturais, porque não podem ser adequadamente modificados pelo ouvido. No entanto, um bom suporte de uma fonaudióloga pode desenvolver resultados ótimos; para permitir isso, a pessoa surda éestimulada acoresponder as vibracões das cordas vocais percebidas na garganta com sons pronunciados com a própria boca, inicialmente letra por letra e depois palavra por palavra.

Por enquanto peço sua ajuda, mesmo sendo através de uma pequena contribuição, a favor deste projeto social tão importante! Seja um bom contribuidor para esta causa. Nós saremos gratos para sempre! A comunicação está na base da sociedade e é fundamental para todas as pessoas, inclusive os surdos!

O Centro dos Surdos agradece por ter lido a história do projeto e esperamos ter aberto o seu coração para o mundo dos surdos, com a esperança que tudo o que você descubriu nos ultimos 5 minutos não fique só dentro de você mas possa abrir mil outros corações!

Condividaesta causa e ajude você também!

 https://culturasurda.net

 

 

 

Activity highlights See all9
Follow this campaign to receive updates by email.

People just like you

People just like you have raised $151,000,000+ for causes they and their friends care about.

Start your own campaign
Recent contributions